Cancelamento e comunicação não violenta é tema de júri simulado com alunos do Centro Educacional Dom Bosco

Na quarta feira, 26 de maio, vivenciamos um marco, que foi mais uma realização do projeto Júri Simulado. Tivemos 89 participantes conectados ao vivo acompanhando o tão esperado Júri.

Nessa edição, contamos com a participação de 30 alunos do Centro Educacional Dom Bosco que tiveram mentorias semanais, durante 1 mês, para vivenciarem o Júri com profissionais voluntários do NWADV.  O objetivo é trazer para esses jovens a oportunidade de desenvolverem competências socioemocionais  a partir da experiência de simulação de um Júri. 

O caso do Júri que foi cuidadosamente analisado pelos participantes,  abordou o tema da cultura do cancelamento que compõe a experiência de  muitos jovens e adolescentes que habitam o universo das redes sociais. O caso ainda privilegiou uma reflexão crítica sobre  classe a partir da perspectiva da pandemia e do acesso aos direitos básicos instigando os alunos a identificarem a importância da comunicação não violenta, da diversidade de opiniões e principalmente da empatia, como relata Sarah, aluna beneficiada do CEDB: “Confesso que encontrei um pouco de dificuldade em praticar o diálogo. Porém, por meio dessa prática, conclui que é fundamental ouvir e se colocar no lugar da outra pessoa e tentar compreendê-la para evitar alguns acontecimentos ruins no futuro e que possam resultar no cancelamento”.

Os alunos trabalharam em grupos de defesa, acusação e dois times de legado social para solucionarem o caso e todos se saíram muito bem conforme relata a Dra. Renata Mourão que participou como juíza nessa experiência: “Quero agradecer profundamente, só tenho elogios para falar, com relação a oratória ninguém ficou nervoso, pelo contrário, os alunos são muito espertos, muito atentos com aquilo que está sendo apresentado para eles. Independente de ser a área do direito ou qualquer outra profissão que eles queiram seguir, tenho certeza de que serão grandes profissionais.”

Essa experiência é de fato muito intensa, que tradicionalmente passa pela formação de todos os estudantes de advocacia, como ressalta a Dra. Milena Moratti, participante do Júri:  “Até mencionei para o pessoal que minha primeira experiência na faculdade foi um tribunal do Júri, eu ainda estava deslocada, foi logo no início, e me deram a oportunidade de atuar como promotora, e foi uma das experiências mais incríveis da minha vida e que me levaram até o desenvolvimento da minha carreira. Espero que todos tenham aproveitado esse enriquecimento todo. Com relação ao cancelamento gostaria de acrescentar que hoje falta muita empatia e esse é o principal ponto da polarização. Nós somos todos seres humanos, somos iguais, temos nossa liberdade e o principal é o respeito ao outro, então agradeço a oportunidade de ter participado e parabenizo  a todos pelo evento”.

O Júri Simulado é um projeto que compõe o programa NW Solidário e é realizado desde de 2020.  É um prazer para nós do INW poder proporcionar essa experiência para jovens que estão nessa busca  por desenvolvimento pessoal e profissional. “Queria dizer que foi uma experiência muito boa, muito engrandecedora e que foi muito legal esse tempo de mentoria e trabalho em time. Vou sentir falta do grupo, da correria para tentar ensaiar. Gostaria de agradecer ao Dr. Rodrigo Marques e a Dra. Carolina Bassetti por terem sido os nossos mentores, obrigado a eles e obrigado todo mundo que proporcionou esse júri”. 
Portanto, agradecemos a toda equipe do CEDB e a todos  profissionais voluntários do NWADV que compuseram o time do Júri,  Dr. Angello, Dra. Lis Amaral,  Dra. Milena Moratti, Dr. Sérgio Vieira, Dra. Renata Mourão, Dra. Fabiana Novo, Dr. Rodrigo Marques, Dra. Carolina Bassetti,  Dra. Geovanna Araújo,  Dr. Kelton Oliveira , Dra. Luana Milani,  Dr. Matheus Figueiredo e Dra. Maristela Basso. A participação de todos foi excelente e essencial para a realização do projeto.  “Escutar os depoimentos a respeito do Júri é perceber que tudo faz sentido, para nós, para os alunos e para os voluntários e esse é o caminho. O INW tem como missão promover educação de qualidade, acesso aos direitos, para que alcancemos cada vez mais a justiça social”, comenta William Ruiz, Gestor do INW.

Tags: