INW lança projeto de capacitação para educadores do Brasil

Instituto Nelson Wilians lança, projeto “Multiplicadores do saber: construindo pontes” para capacitar educadores no Brasil.

No dia 08 de março, o INW lançou o projeto “Multiplicadores do saber: construindo pontes” que visa capacitar educadores do Brasil que atuam com pessoas em situações de vulnerabilidade do Brasil.  Em parceria com os terapeutas e professores, Fernanda Rizzo e Fernando Magalhães, o INW oferece ferramentas e mecanismos de desenvolvimento de competências socioemocionais para o próprio educador, bem como, para seus destinatários primeiros, os educados.

A Presidente do INW, Sra. Dra. Anne Wilians, ao lançar o projeto, diz que “simples ferramentas têm o potencial de transformar as relações humanas de forma eficaz e que, se utilizadas em sala de aula, podem transformar a cultura de ensino, a interação entre educador-aluno, e cuidar socioemocionalmente dos dois sujeitos envolvidos na bela arte de educar.”

O CEO do Nelson Wilians & Advogados Associados, Sr. Dr. Nelson Wilians, ressalta que o “educador é promotor da transformação de corações, mentes e destinos, bem como, inspira um processo de evolução humana e social.”

Os facilitadores desse curso, Sra. Dra. Fernanda Rizzo e Sr. Prof. Fernando Magalhães, ao firmarem essa parceria com o INW, acreditam que “se quisermos mudar o mundo à nossa volta, devemos começar pelos educadores, pois são eles as sementes que se multiplicarão para construir um mundo melhor.”se quisermos mudar o mundo à nossa volta, devemos começar pelos educadores, pois são eles as sementes que se multiplicarão para construir um mundo melhor.”

O curso para educadores acontecerá em todas as capitais do Brasil e as inscrições estão abertas.

Convide e estimule os educadores-professores e pessoas envolvidas na gestão de instituições de ensino formal e não formal, para viverem esse curso. É fundamental cuidar de quem cuida, para que todos os processos educacionais sejam humanizados e eficazes, sobretudo, em contextos tão plurais e delicados que vivemos hoje.


Tags:

Deixe uma resposta