Como ser solidário com você mesmo durante o isolamento social

Na quinta-feira (16), Dra. Anne Wilians realizou mais uma Live do Programa NW Solidário, desta vez com a Dra. Nayara Helena, curadora de gestão da emoção da NWADV, e embaixadora geral do Programa Você é Insubstituível, do Dr. Augusto Cury. O objetivo principal da conversa foi trazer ferramentas para a gestão das emoções neste período do isolamento.

As seguintes dicas foram compartilhadas:

  • A plataforma com um treinamento para gestão da emoção e prevenção do suicídio é 100% gratuita e está disponível no site Você é insubstituível.
  • Para desacelerar e reduzir a ansiedade, a Academia de Gestão da Emoção (AGE), do Dr. Augusto Cury, criou e disponibiliza uma Playlist de músicas para o autocuidado: Músicas para Desacelerar: SPA ( Síndrome do Pensamento Acelerado).

Dra. Nayara conta o quanto é importante desenvolver a inteligência emocional no período de isolamento, principalmente convivendo com aqueles que amamos. Ela sugere atividades simples, como admirar o céu para desacelerar da nova rotina.

Para aqueles que estão em home office e com familiares em casa, ela sugere que sejam identificados horários para concentrar no trabalho e dedicar momentos para relaxar e tomar um café com aqueles que estão juntos em isolamento. 

Uma excelente técnica para fortalecer a inteligência emocional e gerenciar os pensamentos é o D.C.D. (Duvidar, Criticar, Determinar). Essa técnica pode ser feita várias vezes ao dia, com coragem e emoção. Esse processo serve para uma relação harmoniosa e saudável consigo mesmo e com as outras pessoas. Tudo aquilo que nos perturba deve ser colocado em dúvida, ajudados pela sabedoria. A crítica serve para as ideias pessimistas, preocupações excessivas e pensamentos antecipatório. E, por fim, decidir ser uma pessoa alegre, tranquila, serena e ser autor da sua própria história.

“Ninguém dá aquilo que não tem”. Com esse mantra, a psicóloga lembra a importância do autocuidado, de ter momentos para si mesmo e fazer pausas para carinhos mínimos: pausas para um café e um alongamento, tomar um banho relaxante, fazer reuniões online com pessoas queridas, dar auto abraços, fazer a higiene mental diária, que pode ser por meio de uma meditação guiada. Para quem tem filhos, oferecer atenção e presença de qualidade para uma troca de aprendizados. 

E o mais importante no autocuidado é observar o que realmente faz sentido para cada um de nós. Nesses tempos, muitos conteúdos e dicas são compartilhadas, sendo fundamental fazer um filtro sobre o que realmente cabe em cada realidade. Não podemos estar próximos fisicamente, mas podemos estar próximos por meio de palavras, do olhar e de pequenos gestos diários que fazem com que as pessoas que amamos sintam-se abraçadas, mesmo à distância.

Tags: